sexta-feira, 23 de junho de 2017

Linha 24 hs ligando os Hospitais de Campina Grande pode ser criada.

O vereador Olimpio Oliveira propôs e a Câmara Municipal de Campina Grande aprovou, por unanimidade, o requerimento nº 2.128/2017, que solicita ao superintendente da STTP (Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos) estudos para a implantação no Sistema Público de Transporte Coletivo de uma linha INTER HOSPITAIS, circulando 24h, interligando os principais hospitais da cidade.



Segundo Olimpio, Campina é um Centro Médico de referência na região e recebemos centenas de pessoas das cidades circunvizinhas à procura de tratamento em nossa cidade; as quais desembarcam no Terminal de Passageiros "Argemiro de Figueiredo" e ficam totalmente desorientadas por não saberem a localização dos nossos principais hospitais. 

Por outro lado, durante a madrugada não temos ônibus circulando na cidade, o que prejudica, sobremaneira, as pessoas mais carentes, principalmente, aquelas que moram nos bairros mais distantes. "É um absurdo encontrarmos pessoas com crianças nos braços se dirigindo a pé para os hospitais pela madrugada afora, correndo todo tipo de risco", protestou Olimpio. O parlamentar disse ainda que se inspirou no modelo implantado na cidade de Curitiba-PR, o qual funciona há mais de 20 anos com reconhecido sucesso.

Fonte : onibusdaparaiba.com
Informação :  Paraíba.com
Foto  :  Edivan Leal


São Benedito , a Terceira com Viaggio G7 900 do Ceará.

A empresa São Benedito está adquirindo seus primeiros ônibus dotados do modelo Marcopolo Viaggio G7 900.


Os carros dotados do chassi Mercedes-Benz OF-1721, ar-condicionado e vidros selados, pertencem a empresa Nossa Senhora do Amparo, que já tinha vendido 4 Neobus pra São Benedito em 2015. Agora a frota da empresa vai contar com 6 lindos Marcopolo geração 7, dando um melhor conforto aos seus usuários.



Fonte : MOB Ceará
Redação : Narcísio Santos
Fotos : Flávio Rodrigues / MOB Ceará


Universidade de Michigan Terá ônibus sem Motorista.

ADAMO BAZANI

A Universidade de Michigan anunciou que será a primeira instituição de ensino a implantar um sistema de transportes por miniônibus sem motorista dentro do campus.
A previsão é que a linha comece a circular no terceiro trimestre deste ano, com dois veículos que têm capacidade para 15 passageiros cada.
Os ônibus de pequeno porte são feitos pela francesa NAVYA e são dotados de sensores para evitar colisões. GPS, Wi-fi e rádios comunicadores ajudam a detectar os obstáculos e cumprir a rota programada.
A fabricante francesa deve construir uma planta nos Estados Unidos em parceria com a universidade.
O projeto começou em 2015 e foi chamado de MCity, uma espécie de cidade simulada para servir de testes para os veículos autônomos.
Os pequenos ônibus terão velocidade limitada a 45 km /h e cumprirão uma rota pré-determinada de 10 minutos, somente nos horários comerciais. A estimativa é de várias viagens durante o período de operação e não haverá cobrança de tarifa.
Se houver necessidade, a universidade não descarta a possibilidade de aumentar o número de veículos em circulação.
Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes
Matéria :  Adamo Bazani
Fonte  :  diariodotransporte.com.br
Foto  :  Divulgação




quarta-feira, 21 de junho de 2017

ônibus a Gás da Scania , em teste no Vale do Paraíba.

 De : Revista Auto Bus
Imagem : Beto Freitas


A cidade paulista de São José dos Campos começou a testar o ônibus urbano com propulsor a gás natural/biometano desenvolvido pela Scania. Ele será avaliado nos próximos trinta dias como alternativa para substituição de parte dos veículos no período de renovação da frota. A novidade vai circular em algumas linhas que atendem os principais corredores da cidade.
De acordo com a prefeitura de São José dos Campos, isso permite que um número maior de usuários utilizem o ônibus, contribuindo na análise feita pela Prefeitura sobre o desempenho do modelo na cidade. O modelo já circulou em Sorocaba (SP) e Recife (PE).
Pelo aspecto tecnológico, o veículo se apresenta como a uma solução sustentável para a mobilidade urbana, considerando a viabilidade social, ambiental e econômica. De acordo com a Scania, ele chama atenção pela redução de custos operacionais por quilômetro rodado, bem como da poluição sonora e de emissões de poluentes. Em comparação com um veículo similar a diesel, ele emite 85% menos gases poluentes, se abastecido com biometano, e 70%, se estiver com GNV.



terça-feira, 20 de junho de 2017

Viação Nordeste : A Potiguar Dura na Queda.

Apesar da forte concorrência, enfrentada com grandes companhias "armadas" com frotas mais novas e marketing mais expressivo, a Viação Nordeste enfrenta os desafios e continua sua trajetória no transporte firme e forte.


Por cerca de 6 anos, a empresa passou por um momento de desinvestimento. Hoje, embora não tenham sido adquiridos de fábrica, a frota recebe constantemente veículos semi novos, para diminuir a idade média da melhor forma possível.



Posicionamento estratégico

Manutenção - Esta é a posição estratégica da Viação Nordeste até o momento, segundo uma análise do MOB. A companhia teve alguns contratempos em Fortaleza, junto de outras empresas, em relação ao embarque no terminal rodoviário, porém, apesar de ter afetado na receita mensal da Nordeste, o ocorrido não foi suficiente para derrubar a forte empresa potiguar, que também opera no estado da Paraíba. A expectativa é que a empresa se estabilize e passe a um nível a mais: o crescimento.

Uma viagem mais rápida

A Viação Nordeste é conhecida por realizar suas viagens de uma forma mais eficaz, ofertando um menor tempo de viagem, podendo reduzir até os custos com alimentação mais cara nas estradas.


Fonte : MOB Ceará
Redação : Narcisio Santos
Edição de fotos : Vieira Santos
Fotos  :  Danilo Vitoriano Lopes / João Paulo Nascimento / Walk Martins

viação

domingo, 18 de junho de 2017

Gontijo Inicia Processo de Padronização Visual da Sua Frota.

A Gontijo possui a maior frota de ônibus rodoviários do Brasil, sua estrutura atualmente conta com uma frota que ultrapassa a marca de 1500 veículos, transportando anualmente cerca de 5 milhões de passageiros por 20 estados brasileiros, Distrito Federal e Paraguai. 


A Gontijo sempre foi uma grande empresa, ficando maior ainda, após a aquisição Companhia São Geraldo de Viação em 2003. Agora a Gontijo está dando inicio a um processo de padronização da sua frota, com a identidade visual padrão da marca. Os veículos oriundos da Cia. São Geraldo estão sendo repintados completamente e recebendo o layout da Gontijo. Esse processo tem o objetivo de repintar os veículos fabricados a partir de 2005. 


Esse tipo de atualização visual já pode ser conferida através do veículo de prefixo 14390, ele deu inicio a um processo que se estenderá daqui por diante. A meta da Gontijo é utilizar seus principais pátios de garagem e manutenção que se encontram nas cidades de Belo Horizonte e São Paulo, para revisão mecânica e repintar 07 ônibus por mês.

Fonte  : onibusdaparaiba.com
Fotos  :  Ícaro Chagas / Pedro Valgas



Tempos Áureos de Gran Viale em Blumenau-SC.

Em meados de 2014, a Empresa Nossa Senhora da Glória trouxe da Leblon Transporte de Passageiro Mauá 10 unidades do modelo Marcopolo Gran Viale Articulado.



Dotados da tecnologia Volvo B12M, os ônibus tiveram seus chassis fabricados no final de 2010, tendo a produção concluída em 2011, ano em que iniciaram suas operações em São Paulo. Os carros chegaram em Blumenau, município de Santa Catarina, em meados de 2014, e receberam os prefixos 1179, 1180, 1181, 1182, 1183, 1184, 1185, 1186, 1187 e 1192.



Em 2016, os carros foram transferidos para a cidade de Curitiba, estado do Paraná, para operar na Leblon. Hoje na cidade de Blumenau não operam mais veículos desse porte. Veja como eles eram por dentro:



Fonte  : MOB Ceará
Redação  : Narcísio Santos
Fotos  :  Alex Claudino / Andrews Fuscolin / Diogo Vieira Rolin /Jampierre Salm



sexta-feira, 16 de junho de 2017

Expresso Oceano Desativa Seu Único Veículo Volkswagen.

Por Josenilson Rodrigues – Busão de Natal

O veículo tem um peso histórico muito grande sobre na história da Expresso Oceano.



Foi desativado na última Sexta Feira (02/06) o único veículo Volkswagen em operação da empresa Expresso Oceano, seu prefixo era 542 e fazia a linha Natal / Pipa Via Goianinha e São José de Mipibu.


O veículo modelo Andare Class da encarroçadora Marcopolo foi montado sobre o chassi Volkswagen na plataforma 17.210 OD para realizar o atendimento intermunicipal.
Nos tempos de ouro da Expresso Oceano no seguimento intermunicipal esse veículo foi muito usado para o serviço de fretamento e turismo.

Sem falar nas linhas que o veículo já realizou, sendo as mais famosas e lembradas delas: Natal / Pipa Via Sibaúma, Natal / Goianinha, Natal / Canguaretama e Natal / Brejinho Via Nova Cruz.

A História por trás do tempo


O veículo de prefixo 542 guarda muita história. Antes de pertencer à Oceano, ele pertencia a extinta empresa Transul. Você se lembra da Transul?
A Transul era uma empresa de ônibus rodoviário que fazia ligação da capital Potiguar ao litoral sul do estado. Essa empresa pertenceu ao grupo da Transportes Guanabara.
Após a divisão da sociedade da empresa Transul, a Expresso Oceano que pertence ao grupo da Transportes Guanabara até os dias de hoje, absorveu algumas linhas e veículos, dentre esses veículos está o 142 que na Oceano recebeu o prefixo 542.

Veículo 542 é o último Volkswagen da frota que dá adeus a uma grande história!


O busão 542 é o último veículo Volkswagen de toda a frota Oceano. Sobre o chassi 17.210 OD esse ônibus foi um dos primeiros Volkswagen na história da empresa, isso porque seu início foi composto por veículos Mercedes-Benz e Scania.
Atualmente, a empresa tem a frota totalmente de veículos com chassi Mercedes-Benz fazendo uso de exclusivamente de Três modelos de chassis, são: OF-1721, OF-1418 e o OF-1722.
Fonte  :  busaodenatal.com
Fotos  :  Josenilson Rodrigues
Matéria  :  Josenilson Rodrigues

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Maceió : Linhas Passam Por Mudanças de Itinerário Nesta Quinta.


A partir da próxima quinta-feira (15), quatro linhas de ônibus que passam na Rua Silvio Torres, por trás do Hiper Comercial, no Barro Duro, deixarão de fazer este percurso. O motivo é a baixa demanda de usuários que pegam estes ônibus na região.


As linhas que terão o itinerário modificado são a 048 (Benedito Bentes/Centro via Jacintinho ou Josefa de Melo), 217 (Benedito Bentes/Mercado via Feitosa/Rodoviária), 706 (Eustáquio Gomes/Ponta Verde via Jacintinho – Josefa de Melo), 707 (Graciliano Ramos ou Village II/Ponta Verde via Jacintinho), todas no sentido de ida.


“Depois de muitos estudos, concluiu-se que o número de linhas e veículos transitando na rua era muito maior do que a quantidade de usuários que embarcam e desembarcam neste ponto. Das sete linhas que passam no local, deixamos três que deverão atender bem a população”, explica o coordenador de Controle Integrado da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Silvio Sarmento.
Mantêm o itinerário na região as linhas que vêm do Eustáquio Gomes, Graciliano Ramos e do Benedito Bentes – linhas 052 (Forene/Centro), 104 (Benedito Bentes/Trapiche) e 110 (Graciliano Ramos ou Village II/Trapiche). “Decidimos manter estas linhas porque a partir dessa região, elas se deslocam para vários outros pontos da cidade como Feitosa, Rodoviária, Mercado, Poço, Jacintinho e com isso, os passageiros terão muitas opções para chegar aos seus destinos”, afirma Silvio.



A mudança também acontece durante um feriado por ser um período de menor fluxo de passageiros e também próximo ao fim de semana. “Nossa expectativa é que os usuários tenham tempo de se adaptar antes do início da próxima semana”, destaca o coordenador.
Fonte  :  Ascom SMTT / Prefeitura de Maceió
Fotos  :  Sérgio José / onibusalagoas.blogspot.com